Arquivo mensal: julho 2015

O Teu querer

Querer justiça sem saber como fazê-la.
Querer tempo sem saber como usá-lo.
Querer família, sem saber como ama-la.
Querer dinheiro, sem saber como administrá-lo.

Sem querer, sei que não quero.
Não faço por querer.
O que não faço é o que quero.
Mas, o que não quero isso eu faço.

Quero aprender a querer direito
O Teu querer é o que mais quero
O meu fazer venha de dentro do meu peito
O novo homem venha sobre o velho

Querer, ser, fazer e obedecer
Sair, ir, agir e contribuir
Mudar, falar, andar e AMAR!

Para o outro, em mim.
No outro, por mim.

Paulo Frutuoso

Anúncios